4 de julho de 2018

Datas comemorativas do mês de julho

Veja quais são as datas comemorativos no mês de julho:

 

02 de Julho – Dia do Bombeiro Brasileiro.

Há 152 anos em 1856, começa no Rio de Janeiro, por decreto de D. Pedro II, o Serviço de Extinção de Incêndio, tendo como comandante o major João Batista de Morais Antas, que formou os 10 primeiros homens do Corpo Provisório de Bombeiros da Corte.

Essa data foi escolhida numa rememoração desse dia como homenagem ao constante devotamento e aos atos de heroísmo praticados por todos que pertencem e tem pertencido a esta corporação.

Antes desta data o incêndio era apagado mão-a-mão. Isto é, todos da cidade, homens, mulheres, idosos e até crianças, ao badalar dos sinos, deveriam fazer uma corrente do poço mais perto, onde o primeiro ficava enchendo os baldes e os demais passando adiante até o local.

Somente em 2 de abril de 1954, o Dia do Bombeiro Brasileiro e a Semana de prevenção contra incêndio foram oficializadas por decreto.

Aqui em São Paulo, 1850 na Rua do Rosário, hoje XV de novembro, houve um incêndio que foi extinto por uma bomba manual emprestada por um francês chamado Marcelino Gerard. Devido a esse incêndio foram tomadas as primeiras posturas municipais aos casos de fogo, sendo compradas duas bombas no ano seguinte. Muito barulho foi feito pelos policiais da cidade, mas somente em 1880 foi criado o Corpo de bombeiros de São Paulo.

Hoje, a corporação está diretamente ligada a Policia Militar, através da Secretaria de Defesa Civil na maioria dos Estados. Atuam coordenando às emergências, provendo proteção e respostas imediatas as emergências de incêndio, resgates e salvamentos. É modelo de excelência pela gestão e qualidade de serviços prestados, com a máxima confiabilidade social.

O bombeiro traz consigo valores máximos de responsabilidade, comprometimento, prontidão, hierarquia, disciplina, abnegação, profissionalismo, patriotismo, civismo, coragem, dignidade humana, honra, honestidade, lealdade, perseverança, empatia, solidariedade e muito mais. Os nossos bombeiros merecem todas as comemorações do mundo! Pois são verdadeiros anjos com coragem e bravura de poucos.

 

09 de Julho – Dia da Revolução Constitucionalista de 32

Certamente é a data mais importante e dramática dos acontecimentos da história no Estado de São Paulo. Os paulistas inconformados tinham como objetivo derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e a convocação de uma Assembléia Nacional Constituinte uma vez que Getúlio governava sem a Câmera dos Deputados ou outro órgão de origem democrática.

O grande estopim foi a data de 23 de Maio, quando policiais matam quatro rapazes em um conflito, cuja data também entrou para a história de São Paulo. Foram eles Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo que formaram a sigla MMDC o símbolo que batizou o movimento.

A revolução começou oficialmente em 09 de Julho e durou apenas 3 messes, com a rendição dos paulistas no dia 02 de Outubro. São Paulo se viu isolado e não recebeu a ajuda de outros estados como esperava. As tropas federais eram muito mais numerosas e equipadas, nos deixando sem alternativas.

São Paulo perdeu a guerra, mas enfim, no ano seguinte foi criada a Assembléia Constituinte e em 1934 foi outorgada uma nova constituição.

Somente em 1997 o projeto de Lei Estadual nº 9.497 de 05 de Março, foi assinado pelo governador Mario Covas declarando oficialmente o dia 09 de Julho como feriado estadual.

Um Obelisco Mausoléu aos Heróis de 32, localizado no bairro do Ibirapuera foi erguido com um projeto do escultor Ítalo brasileiro Galileo Ugo Emendabilli e com o engenheiro alemão radicado no Brasil Ulrich Edler. Lá podemos ver muitos dos heróis dessa época e conhecer melhor essa história. É uma homenagem para que todos se lembrem dos homens valorosos que lutaram por um país mais democrático. Todos os anos para se comemorar a data, é feito um desfile militar para a população.

 

16 de Julho – Dia do Comerciante.

Considerado um dos trabalhos mais antigos do mundo, o comercio é uma atividade extremamente importante para o desenvolvimento econômico do país. Devido a essa importância, o Brasil destinou dois dias para comemorar a profissão, celebrando também no dia 30 de Outubro o dia do comerciário.

Entre meados do século XiX e a Primeira Grande Guerra a relação comercial entre os países começou a se expandir, crescendo mais ainda após a Segunda grande Guerra. A verdade é que o comerciante usando de sabedoria em empreendedorismo, criatividade e inovação aliados a novas tecnologias e diminuição das barreiras alfandegárias vem ampliando cada vez mais a forma de vender seus produtos e serviços.

O Presidente do Senado João Café Filho, em 26 de Outubro de 1953, instituiu a o dia do comerciante, aprovando a Lei nº 2048 que homenageia o Visconde de Cairu, José Maria da Silva Lisboa, o patrono do comércio brasileiro.
A data foi inspirada no dia de seu nascimento, 16 de Julho de 1752, em Salvador – Bahia. Atuou como advogado, publicista e escritor. Em 1801 publicou em Portugal o livro Principio de Direito Mercantil. A primeira obra de um brasileiro sobre economia política.

O Visconde também teve grande influencia sobre a Carta Régia de 24 de janeiro de 1808, pois aconselhou e apresentou a D. João VI as grandes vantagens em abrir os portos, autorizando o comércio entre o Brasil e as nações amigas. Lisboa faleceu em 1835, no Rio de Janeiro.

Dos pequenos mascates aos grandes comerciantes, a história do comércio foi marcada pela criatividade humana, pelo fascínio do consumismo e a tentativa em atendê-los.

Desta forma, milhares de pessoas físicas ou jurídicas vêem-se envolvidas diariamente, direta ou indiretamente, em transações mercantis.